Apraespi Notícias

A Rehafair, realizada de 19 a 21 de outubro de 2017, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo, contará pela primeira vez com a Apraespi - o maior centro de reabilitação do ABC - como expositora. O evento direcionado para o mundo das pessoas com deficiência, tendo a expectativa de gerar mais de R$ 380 milhões em negócios  durante a feira e nos próximos seis meses. A feira de negócios terá mais de 80 expositores, 330 marcas e um público superior a 10 mil visitantes.

O jogador Willian (Chelsea e Seleção Brasileira), embaixador da Apraespi, anunciou um novo leilão em prol da instituição. Serão leiloadas duas camisas do Brasil utilizadas pelo meio-campista em jogos das eliminatórias da Copa do Mundo FIFA 2018. As peças são autografadas por vários jogadores do Brasil, incluindo o craque Neymar. 

Projeto estimula criação de ações preventivas em parceria com governo e comunidade

De 21 a 28 de agosto se comemora a Semana de Prevenção às Deficiências. Há menos de um mês do evento, que completa 25 anos em vigor, a Apraespi (Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência) já organiza com seus profissionais uma série de ações para mostrar a importância de conhecer as deficiências e saber como preveni-las.

Todo valor arrecadado será dobrado pela Fundação Salvador Arena

 A Apraespi (Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência) vai recorrer à mobilização da internet para beneficiar as pessoas que aguardam por atendimento. Foi iniciado nesta semana um crowdfounding (financiamento coletivo) com o objetivo de arrecadar R$ 30 mil para comprar 10 aparelhos auditivos, ao custo de R$ 3 mil cada, que serão destinados aos pacientes da Clínica Audiológica mantida pela instituição.

Cada real captado pela Apraespi em 2017, a FSA dobrará o valor. Objetivo é obter R$ 600 mil

Parceira de longa data da Apraespi, a FSA (Fundação Salvador Arena) vai encabeçar mais uma campanha solidária em prol da instituição, que completa 50 anos de atuação em Ribeirão Pires. Procurada pela diretoria da Associação, a fundação propôs duplicar todo o dinheiro arrecadado em 2017 no limite de R$ 600 mil – o que renderia, na verdade, R$ 1,2 milhão. O valor servirá para saldar a dívida deixada desde que o ex-prefeito de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi, perdeu, em 2009, um convênio de R$ 2 milhões com o Ministério da Saúde que beneficiava a entidade.

Envie sua pauta

Mande sua sugestão de notícia para o email diegosimi@apraespi.org.br ou através do telefone (11)2504-9052

Faça sua parte

Topo