Seja por problemas de saúde ou questões fisiológicas naturais do envelhecimento, os idosos estão mais propensos a sofrer quedas e outros acidentes graves. De acordo com estudos recentemente divulgados pela APRAESPI, 70% das quedas em idosos ocorrem dentro de casa.

“Portanto, é necessário redobrar os cuidados com eles e fazer pequenas mudanças em casa que no final faz grande diferença na vida da família”, destaca a fisioterapeuta da APRAESPI, Tatiane Mello.

Isso porque 38% das quedas em pessoas com mais de 75 anos resultam em fraturas, mas há o risco de ocorrerem acidentes ainda mais graves. “O ideal é que sejam instalados corrimões e tapetes emborrachados antiderrapantes em pontos estratégicos da casa. A boa iluminação também é fundamental. Independente do preço dessas instalações, que nem são tão caras assim, é muito mais vantajoso para os idosos e para a família”, aconselha Tatiane.

Existe, porém, um fator que ajuda tanto a diminuir o risco das quedas quanto na recuperação para idosos que sofreram esses acidentes: a fisioterapia.

Prevenção - É comum que pessoas da terceira idade sejam acometidas por fraqueza muscular, desequilíbrio e degenerações articulares. Neste caso, a fisioterapia dá mais firmeza e equilíbrio ao caminhar.

Para os que já sofreram acidentes, a fisioterapia é um instrumento ainda mais importante. Além de ajudar a diminuir as dores do paciente, a técnica dá mais confiança para os idosos voltarem a praticar atividades físicas.

Lázaro Dename, 67, e a esposa Aparecida já aprenderam a lição. Após sofrer AVC, em fevereiro deste ano, o aposentado caiu dentro de casa e se fraturou. “Ele ficou muito mal por não poder mais andar”, conta Aparecida.

Desde então, Lázaro faz fisioterapia na APRAESPI. Dentro de algumas semanas, ele já voltou a andar. “Hoje em dia eu estou melhor. É tudo muito difícil, mas me sinto mais firme. Melhor que antes”, comenta Lázaro. A esposa completa: “Graças a Deus encontramos a APRAESPI”..

Envie sua pauta

Mande sua sugestão de notícia para o email diegosimi@apraespi.org.br ou através do telefone (11)2504-9052

Faça sua parte

Topo